A Câmara Municipal programou para quinta-feira (14) às 9h, com transmissão pela TV CAM, a instalação da Frente Parlamentar Maria Lúcia Pereira, em defesa dos direitos da população e das catadoras e dos catadores em situação de rua em Salvador. A iniciativa homenageia, no nome, a memória da liderança nacional destes trabalhadores, cuja contribuição em manter as ruas limpas não impede a total invisibilidade para as pessoas, apesar de sua grande contribuição social e risco de morte, pois transitam muitas vezes em situações perigosas para carregar o material coletado.

 

Falecida em 2018, Maria Lúcia Pereira organizou o movimento dos catadores, ampliado agora com a frente parlamentar soteropolitana com a inclusão dos trabalhadores das ruas, como o ambulante, o vendedor de doces, o guardador de carros, tendo todos em comum a extrema pobreza.

 

– O objetivo é fiscalizar políticas públicas e as ações do poder executivo, mas também formular propostas de políticas públicas para estas populações de rua – afirma um dos articuladores da frente, Hugo Dantas.

 

Apoiador do Movimento Nacional da População em Situação de Rua da Bahia, Hugo Dantas leva seus conhecimentos de assistente social diariamente para o convívio com pessoas em situação de rua, como forma de apoiar as demandas, tanto emergenciais como as de médio prazo.

 

Parcerias – O movimento nacional em defesa das catadoras e catadores já alcança 17 estados brasileiros e busca parcerias com outras associações de perfil semelhante, considerando ser um direito humano inalienável a assistência por parte do Estado a quem enfrenta dificuldades de moradia e alimentação. A proposta de criação da frente não demorou a ser aceita pelos parlamentares.

 

“Metade da inflação é

 

exatamente comida e

 

energia. Por isso, nossa

 

proteção ainda está lá.

 

Vamos aumentar a

 

transferência direta de

 

renda para população

 

pobre para cobrir os

 

preços dos alimentos

 

e da energia”

 

 

Com informações A Tarde