Homem de 39 anos foi preso na terça-feira, suspeito de atear fogo em barraco onde viviam um casal, no Porto da Barra em Salvador.

O crime aconteceu na segunda dia 16. O casal, moradores em situação de ruas estavam dentro do barraco. 

Conforme a Polícia Civil, crime cometido no Porto da Barra foi motivado por vingança. Mulher teve 92% do corpo queimado e o homem 90%.

Segundo a Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre), a mulher teve 92% do corpo queimado e o homem 90%.

De acordo com a polícia, o suspeito foi preso por policiais da 14ª Delegacia Territorial (DT) da Barra. Foram apreendidos vasilhames de combustível e roupas queimadas, no local onde ele vivia.

“Apuramos que ele teve um desentendimento com a vítima há alguns dias e ameaçou atear fogo nele”, disse a delegada da 14ª DT, Mariana Ouais Tebaldi.

Incêndio ocorreu próximo ao marco de fundação de Salvador, no Porto da Barra — Foto: Reprodução/TV Bahia

Incêndio ocorreu próximo ao marco de fundação de Salvador, no Porto da Barra — Foto: Reprodução/TV Bahia

A Polícia Civil informou que o suspeito foi encontrado em um hotel, no Largo Dois de Julho, onde havia se hospedado com um nome falso. O homem também apresentava queimaduras no corpo.

Ainda segundo a polícia, o suspeito tem várias passagens por arrombamentos, furtos, roubos e tráfico de drogas, na região da Barra. O crime foi tipificado como tentativa de homicídio e o homem ficará à disposição da Justiça.

 

Com informações G1