Cerca de 8 meninas com idades entre 15 a 17 anos e que estudam em um colégio da rede estadual no município de Camaçari, região metropolitana de Salvador, denunciaram dois professores por assédio sexual.

De acordo com a Secretaria Estadual de Educação (SEC), os professores denunciados já foram afastados das funções, além de ser aberto um processo de sindicância para apurar os fatos. Segundo o advogado das adolescentes, Helder Matos, elas denunciaram os casos para a diretoria do colégio no dia 23 de março e relataram que os assédios começaram no início deste ano.

As meninas teriam contado que os professores teriam convidado elas para sair, beber, além de escrever comentários nas redes sociais delas as chamando de gostosas. Eles também teriam enviado de "emojis" com corações, além de olhares maldosos nas regiões íntimas das garotas.

A Secretaria de Educação informou também que além de afastar os professores, a direção da unidade escolar fez o acolhimento das estudantes, dialogou com as famílias e coletou os depoimentos. A SEC afirmou que vai prestar informações sobre as medidas adotadas em audiência com o Ministério Público.