Marina Miranda, atriz que fez papel de Dona Charanga na Escolinha do Professor Raimundo, faleceu nesta terça-feira (21) aos 90 anos. Ela estava internada desde o último domingo (19) no Hospital Municipal Miguel Couto, no Rio de Janeiro, após entrar em coma em decorrência do Alzheimer.

Diagnosticada com infecção urinária e pulmonar, escara na terceira derme, além de forte desnutrição: com 1,73 m de altura, ela estava pesando 40 kg. Na segunda (20), a filha dela, Sylvia Miranda,  chegou a comentar que o quadro era irreversível.

Marina foi uma das primeiras humoristas negra a ter destaque na televisão brasileira, Marina despontou a carreira ao lado do ator Tião Macalé no programa humorístico Balança, Mas Não Cai, transmitido pela Rádio Nacional na década de 50 e adaptado pela Globo em 1968.

Com atuações na Escolinha, Os Trapalhões, a artista também atuou em novelas como Dona Xepa, Dancin' Days, Vereda Tropical e A Gata Comeu. Fer participação em minisséries como Tenda dos Milagres, em 1985, e nos anos 1990 fez O Dono do Mundo.

Em 2010, recebeu o Troféu Raça Negra, prêmio que reconhecia sua contribuição para a cultura brasileira.