O projeto infâncias Plurais, promovido pelo Itaú Cultural, selecionou 40 projetos de todos o Brasil para integrar a programação infantil da instituição. Foram mais de 400 Inscritos, e um dos selecionados foi o espetáculo "Quem Conta Um Conto", da cidade de Dias d`Ávila. 

O espetáculo “Quem Conta Um Conto”, existe há 10 anos, é uma divertida narrativa que utiliza a dramatização e contação de historias, para levar até o publico infantil, diversas historias educativas de contos da literatura infantil.

Os idealizadores fazem parte de um coletivo chamado “Residência de Arte”, sediado na cidade de Dias D’ávila.

 O Projeto proporciona troca de saberes entre pessoas que trabalham com produção cultural para infância.

Historia vencedora: “A Bravura do beija Flor e Da Mangueira de Jardim”

Um dos integrantes desta equipe artística fala que a inspiração foi a questão sobre as queimadas. Para eles, um dos caminhos para as mudanças de comportamento humano vem da consciência.

“A grande solução para as queimadas seria a interrupção dessa prática pela população, mas sabemos que isso é impossível, uma vez que tal ação é histórica e acompanha os seres humanos desde seus primórdios. Acreditamos que a ludicidade da contação de historia, tem o poder da reflexão e desta forma contribuir para conscientização e mudança de hábitos da sociedade”.

Quem idealizou projeto?

“Nosso desafios foram muitos a começar pela limitação da pandemia e poucos recursos para contratação de equipamentos. Os encontros com o pessoal do infância plural foi instigante, pois ao mesmo tempo que nos dava liberdade, provocavam nossa criatividade, isso nos fez mergulhar em outros caminhos até achar a proposta definitiva”.

O que o motivou a participar do projeto Infâncias Plurais?

O aprofundamento do projeto, o engajamento nos aspectos de capacitação e motivação. O Infâncias plurais não se limitou em premiar e exibir um vencedor, mas provoca o pensar. Se fez grupo de forma diversa, foi realmente plural em todos os aspectos isso nos deu pertencimento mesmo estando distante e com toda limitação da internet, isso nos instigou muito nosso tesão na participação e criação.

 

Sinopse do vídeo vencedor.

 

“A Bravura do Beija Flor e da Mangueira de Jardim”, conta a historia de um grande incêndio que aconteceu na floresta. Por mais empenho dos moradores o fogo só aumentava. Os animais então resolveram se reunir para ver quem poderia atuar para acabar com o terrível incêndio. Cada bicho deu sua justificativa uma vez que estavam cansados e muitos de patas queimadas tentando fugir do incêndio. O beija flor que era incansável se propôs a combater a queimada. O Senhor coruja observando seu tamanho, indagou a eficácia da empreitada logo o beija-flor respondeu que apagar o incêndio não era apenas um problema só dela, mas que queria fazer sua parte. Inspirados na bravura do beija flor outras aves tiveram a idéia de pegar a mangueira, cheia de água e jogar nos focos das queimadas e assim apareceram baldes, garrafas cheias de água e em poucas horas todos os incêndios se acabaram.

 

Direção: Alberto Damit.

Elenco: Marco Antonio Lucas e Ray Ferreira.

Video e edição: Ronald Manoel.

Adereços: Ericka Saldanha e Cleiton Gomes.

Iluminação: Fael Alves.

Musicas: Robsnon Cartaxo.

Duração: 2:24

Realização: Residência de Arte.

Assista: https://www.youtube.com/watch?v=Safy2dfo8eA

 

O Projeto da Residência de Arte tem apoio da SEMEC – Secretaria de Cultura e Esporte da Prefeitura de Dias D’ávila Bahia.

A arte tem o papel fundamental de contar, de forma lúdica, quem fomos e quem somos. Uma sociedade que não valoriza a arte é uma sociedade vazia de criatividade, de identidade e criticidade.

A prefeitura de Dias D’ávila está de parabéns por desempenhar bem este papel de apoiador da arte

 Que essa conquista sirva de inspiração para muitas outas.

 

Direto da Redação