No dia seguinte ao 7 de setembro, as ondas de protestos contra e a favor do governo do presidente Jair Messias Bolsonaro, seguem manifestações de caminhoneiros que apoiam  o presidente, realizaram bloqueios em rodovias federais em cerca de oito estados nesta quarta-feira: Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Paraná, Maranhão e Rio Grande do Sul.

A paralisação tem sido organizada em grupos de WhatsApp, e possivelmente não tem ligação com entidades de classe dos trabalhadores.

Vídeos em redes sociais, caminhoneiros autônomos afirmam apoiar pautas de Bolsonaro e culpam os governadores pelo aumento da gasolina e realizam ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF).