Home » Deu Brasil de novo! Veja quais brasileiros já ganharam o Prêmio Camões

Deu Brasil de novo! Veja quais brasileiros já ganharam o Prêmio Camões

por anabeatrizdias
deu-brasil-de-novo!-veja-quais-brasileiros-ja-ganharam-o-premio-camoes

O Prêmio Camões, considerado o mais importante da língua portuguesa, concedeu o prêmio de 2024 para a poetisa brasileira Adélia Prado. Como prêmio, a romancista e contista mineira vai receber 100 mil euros (aproximadamente R$ 589 mil), um dos maiores valores do mundo entre os prêmios literários.

Outros 14 brasileiros, como Chico BuarqueRachel de Queiroz, João Cabral de Melo NetoJorge Amado e Lygia Fagundes Telles, já receberam a honraria. A premiação é concedida por meio de subsídio da Fundação Biblioteca Nacional (FBN) – entidade vinculada ao Ministério da Cultura (MinC) e do Governo de Portugal.

Confira quais brasileiros já receberam o Prêmio Camões:

João Cabral de Melo Neto

Em 1990, o diplomata e poeta brasileiro João Cabral de Melo Neto se tornou o primeiro brasileiro a conquistar o Prêmio Camões. Antes dele, apenas o poeta, contista e memorialista português Miguel Torga, havia recebido a honraria.

Rachel de Queiroz

Três anos depois, a tradutora, romancista, escritora, jornalista, cronista política e dramaturga brasileira Rachel de Queiroz foi contemplada com o prêmio. Além de ser a primeira mulher a ganhar um Prêmio Camões, ela foi a primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras.

Jorge Amado

No ano seguinte, em 1994, o escritor brasileiro Jorge Amado recebeu a honraria. O autor de “Capitães de Areia” e “Gabriela, Cravo e Canela” recebeu o Prêmio Camões aos 82 anos.

Antonio Candido

Em 1998, o Brasil voltou a ser premiado após artistas de Portugal e Angola conquistarem o prêmio. Neste ano em questão, o sociólogo, crítico literário e professor universitário brasileiro Antonio Candido foi premiado em Lisboa.

Autran Dourado

Com uma cerimônia realizada no Rio de Janeiro, o advogado, jornalista e escritor brasileiro Autran Dourado recebeu o Prêmio Camões em 2000.

Rubem Fonseca

Rubem Fonseca também foi condecorado com a honraria no Rio de Janeiro, no ano de 2003. O contista, romancista, ensaísta e roteirista brasileiro ainda contou com a ensaísta brasileira Heloísa Buarque de Holanda e o escritor angolano, Pepetela, em seu júri.

Lygia Fagundes Telles

Em 2005, a segunda mulher brasileira a levar o prêmio foi Lygia Fagundes Telles. A advogada, romancista e contista brasileira, que faleceu em 2022, é conhecida como “a dama da literatura brasileira”.

João Ubaldo Ribeiro

O escritor brasileiro ganhou o prêmio em 2008. Ubaldo Ribeiro teve algumas obras adaptadas para a televisão e para o cinema, além de ter sido distinguido em outros países, como a Alemanha.

Ferreira Gullar

Dois anos depois, em 2010, o escritor, poeta, crítico de arte, biógrafo, tradutor e ensaísta brasileiro cujo o nome verdadeiro era José Ribamar Ferreira, ganhou o Prêmio Camões.

Dalton Trevisan

O advogado e escritor brasileiro, Dalton Jérson Trevisan, famoso por seus livros de contos, especialmente “O Vampiro de Curitiba”, também recebeu o Prêmio Camões, desta vez, em 2012, em Lisboa.

Alberto Costa e Silva

Em 2014, o diplomata, poeta, ensaísta, memorialista e historiador brasileiro foi distinguido com o Prêmio Camões. Além disso, Alberto Costa e Silva foi membro da Academia Brasileira de Letras e foi orador do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro.

Raduan Nassar

Em 2016, o escritor brasileiro Raduan Nassuar recebeu o Prêmio Camões, em Lisboa. Após estudar filosofia e direito na Universidade de São Paulo, ele estreou na literatura em 1975 com “Lavoura Arcaica”.

Chico Buarque

O cantor e escritor brasileiro Chico Buarque recebeu o Prêmio Camões em 2019. No entanto, o prêmio foi entregue pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), quatro anos depois que Chico foi escolhido para recebê-lo.

Silviano Santiago

Antes de Adélia, o último brasileiro que recebeu o Prêmio Camões foi Silviano Santiago. O ensaísta, poeta, professor, contista e romancista brasileiro foi premiado em 2022.

você pode gostar

Deixe um comentário